Depressão e Vídeos Motivacionais

04/10/2017

APAGAR A LUZ
HOME Saúde Depressão e Vídeos Motivacionais

Depressão e Vídeos Motivacionais

Entrevista com Gabriel Metzler

No nosso quadro de entrevistas  hoje eu tenho o imenso prazer de trazer mais uma vez  em nossos estúdios aqui, Gabriel Metzler, ele que é engenheiro civil e Youtuber.

Gabriel, eu tenho passado aqui, e é muito legal o público  já ir te conhecendo, semana sim ou não, quando não todas as semanas ou ao uma vez por semana, pelo menos, a gente tem passado os seus vídeos motivacionais.

Qual é o foco, o seu objetivo, o que você tem feito com esses vídeos, o que você gostaria de expressar com isso, qual é esse trabalho que você vem desenvolvendo, um trabalho novo?

A ideia e o propósito principal dos vídeos é tocar a vida das pessoas,  inspirá las a sair daquela mesmice, tem muita coisa na internet é mais do mesmo e eu estou procurando fazer um trabalho diferente, trazendo mensagens curtas com dicas práticas e rápidas de aplicar e situações do dia a dia das pessoas.

O Gabriel ele teve  um episódio entre os  15 anos, com os amigos, quando eles foram fazer uma uma bomba caseira para se divertir e na hora de fazer o buraquinho para colocar o pavio da pólvora, nessa inexperiência de vida ainda, de entender as coisas, foi colocar um araminho de ferro queimado,  achando que fazia, porém a bomba acabou detonando e vitimando um colega naquela época também comprometendo seriamente a sua visão.

Mas isso não impediu nada né Gabriel. A gente sabe que você é engenheiro civil, formado e hoje está aqui com a Priscila sua namorada e a vida tem se demonstrado para você como uma vida que tem “N”  possibilidades.

O acidente foi quando eu tinha 15 anos, então toda minha formação e experiência profissional, foi com uma visão bem limitada no acidente que eu perdi a visão do olho direito e parcial do esquerdo.  Então a formação em engenharia e morar fora do país, as duas pós graduações, a vida profissional, tudo mesmo com visão muito limitada.  E claro, tem dificuldades hoje com a perda total da visão, desde meados de 2015, tem dificuldades tem limitações mas também tem muita força de vontade para passar por cima de tudo isso

Setembro Amarelo

Quando a gente fala de força de vontade, de passar por cima de tudo isso entramos  no mês de setembro, que é um mês  que o mundo inteiro fala a respeito desse combate a esse pensamento negativo das pessoas que acham que podem solucionar seus problemas sem falar na própria vida,  que é  suicídio não é porque a gente comenta é um assunto delicado,  meio turbulento para se falar e interessante é que a gente toca nesse assunto.

É um assunto que a mídia esconde porque acontece muito tanto no Brasil quanto no mundo. No vídeo que iremos assistir, mostra um dado alarmante  que  são 1 suicídio a cada 40 minutos no brasil, mais precisamente 32 suicídios por dia no Brasil.

Vídeo: Setembro Amarelo

Hoje eu quero falar com você sobre setembro amarelo. O setembro foi escolhido como meio de prevenção ao suicídio no brasil. talvez você acha que não acontece muito suicídio mas pesquisando para  esse vídeo eu encontrei um número impressionante no mundo a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo e no Brasil são em média 32 suicídios por dia, é um número realmente que assusta.

E para falar desse assunto tão importante e delicado, vamos conversar com uma pessoa muito especial, a Priscila Gomes ela é psicóloga e veio ajudar a falar desse assunto.

O que leva uma pessoa a cometer suicídio?

Em primeiro lugar, pelo que eu estudei, é relatado que o maior número de suicídios é por pessoa que tem depressão e a mistura desta doença muito grave que acontece no Brasil com o uso de álcool e drogas acabam intensificando.

O que é depressão?

O que acontece é uma pequena confusão em que as pessoas acabam cometendo alguns erros. Nesse sentido que é de compreender o estágio de depressão com a pressão propriamente dita. Existem momentos na vida que por muitas situações, como por perda de trabalho, por
algum término de relacionamento, alguma frustração a tendência do ser humano é realmente  ficar triste refletindo mais sobre o que está acontecendo e isso traz o estágio depressivo,  mas isso pode acontecer durante 14 dias no máximo sem que essa pessoa seja considerada como acometida por depressão a partir disso né partir desse desse período de 14 dias se a pessoa perceber que ainda passa por um estágio de estar sentindo essa tristeza e não conseguir se ambientalizar como suas atividades sociais aí é o momento de procurar uma ajuda e aí sim nós temos um quadro de uma depressão. O  que se considera como depressão hoje a depressão é uma doença assim que acontece através de reações químicas em todo o nosso sistema neurológico.

Quais são os principais sintomas da depressão? Como uma pessoa ou a família sabem que ela está com depressão?

Os principais sintomas percebidos pela própria pessoa ou por familiares, pessoas que fazem parte do dia a dia, que são bem perceptíveis é a ansiedade uma tristeza muito grande desânimo, desinteresse social e o  pessimismo que é muito marcante. São sintomas bem nítidos e que fazem com que a pessoa ela consiga se perceber nesse quadro de depressão e também as pessoas que convivem.
Isso é bem importante  porque muitas pessoas passam por essas situações e não conseguem trazer isso pra fora, então você convive, que tem percebido esses sintomas em  um amigo ou familiar fique atento e ofereça sempre sua escuta e sua ajuda, porque é sempre muito válida é muito importante esse suporte e acompanhamento.

Como a pessoa pode buscar tratamento? Quais são ou  qual é a melhor forma de buscar tratamento?

90% dos suicídios poderiam ter sido evitados. Por se tratar de uma doença é necessário que a pessoa procure um suporte,  uma ajuda médica com profissionais especializados e preferencialmente da área da psiquiatria.

Hoje existem mais de 30 tipos de antidepressivos diferentes,  então esse profissional ele vai procurar entender só demanda, sua realidade de vida e estará direcionando o medicamento mais adequado que você possa fazer esse uso diariamente.

Além disso é muito importante também que além do uso do medicamento e acompanhamento médico que essa pessoa faça o acompanhamento também como psicoterapia.

Através de pesquisas já foi constatado que cerca de 80% a 90% dos casos de pessoas que fazem o acompanhamento com medicamentos e com psicoterapia tem um resultado muito excelente no processo de amenizar toda essa situação que a depressão traz para a vida do indivíduo nas suas rotinas e nas suas relações sociais.

Dicas para identificar pessoas com depressão:

A psicóloga Priscila nos deu algumas dicas  a respeito de como identificar esse comportamento. Falando um pouco mais sobre esse assunto, tem também algumas  indicações como solidão e depressão que batem na mesma tecla, há a presença de outras doenças na saúde, problemas conjugais e de relacionamento muito frequentes e também vemos crimes passionais e dificuldades financeiras, como por exemplo nos Estados Unidos a crise de 29 um problema seríssimo, o bullying nessa nova era de informações, problemas adolescência e na vida adulto, luto e perdas afetivas, abuso de drogas e timidez são pontos que se você porventura identificar no seu filho ou na sua família é sempre importante manter esse alerta.

Como a Priscila disse, em 14 dias se  esses pensamentos se prorrogarem você precisa procurar uma ajuda médica , solicitar ajuda.  Um dia  já é ruim ficar  com o pensamento negativo,  imagina ficar com um ciclo de 14 dias ou ficar  mais do que esses 14 dias com  pensamentos negativos como o pessimismo por exemplo.

Reflexão:  Muitas das vezes podemos eliminar o pensamento?

A vida  muitas das vezes nos traz momentos dramáticos,  momentos que são determinantes para que haja alguma  alteração no nosso psicológico ou no nosso  momento de vida,  como por exemplo, momentos marcantes nossos e que a gente pensando que muitas das vezes falam assim “não, passa uma borracha” e daí você elimina esse pensamento, porém não tem como  você eliminar esse pensamento.   Muitas pessoas fazem esta afirmação “ não,  esquece isso, deixa pra lá”, porém não tem como. É aquilo que está marcado na sua história, na sua vida,  é como se falarem “ esqueça o acidente”, não tem como, ele vem todo dia na memória, mas ele vem à memória mas ele não me deixa assim “eu vou ficar chorando, vou ficar triste, não vou sair de casa”,  é uma situação que eu resolvi  e neste caso entra a questão do aceitar e de aprovar que não são iguais.

Diferença entre aceitar e aprovar a situação:

A questão de aceitar e de aprovar uma situação, tem uma diferença bem grande, mas parece que a mesma coisa.

Do ponto de vista de episódios de situações que a gente passa, o aceitar ele está muito ligado a você entender que aquilo ali à tona a realidade, por exemplo, para mim a questão da perda da visão, eu aceito essa situação  porque eu fui em todos os médicos que eu poderia ter ido, fiz tudo que eu podia fazer,  tudo que estava ao meu alcance , ao alcance dos dos médicos e da família, enfim, o que era possível ser feito foi feito, então realmente não tem mais o que fazer.   O  que eu tenho pra fazer é  aceitar isso eu não aceitar e então essa coisa mais racional e essa situação eu aceitei.

Porém se  você me perguntar se eu gosto de não enxergar vou falar pra você que não e que eu não aprovo. O aprovar para mim, está muito ligado à questão de você gostar daquilo é  não gostar.

Como funciona essa questão de aceitar mesmo não aprovando?

Você  tem o período da tristeza, do luto,  de você ficar mexido com aquela situação, não é bom é ninguém quer passar por isso, mas aconteceu e eu preciso continuar minha vida. Tenho é tantas coisas que eu quero ainda fazer é pessoas maravilhosas que estão por perto de mim então é ruim , mas bola pra frente pois dificuldade todo mundo tem.

Tem muita coisa pela frente, como meu trabalho  de palestrante e treinamentos corporativos. Já está saindo o livro em novembro “ um novo olhar para a vida” que  é o mesmo título da palestra e do treinamento com a idéia de ter um programa que irá oferecer  para as pessoas e empresas uma ajuda para superar as dificuldades,  passar por esses momentos difíceis para que não chegue ao extremo que é o suicídio.

Para refletir:

“Não desista, geralmente é a última chave do chaveiro que abriu a porta” Paulo Coelho

É interessante isso, pois ele foi passando por momentos é parece que nada vai dar certo,  mas ninguém vive no vale e nem no topo para sempre. A vida é cíclica e querendo ou não nós vamos passar por esses picos, mas devemos passar com serenidade e maturidade de entender a vida.

Uma outra passagem fala qie “Aquilo que é bom não dura pra sempre e aquilo que é ruim também não dura para sempre”, então devemos saber lidar com o momento é com a situação buscando ferramentas para tentar sair dessa situação.  Se for o caso buscar a ajuda e tratamento médico com um psiquiatra ou psicólogo.

Hoje felizmente há muito tabu em cima desta questão o psicólogo já é mais aceito mas infelizmente o psiquiatra ou tomar remédio as pessoas já levam para um extremo falando que é “coisa pra louco” mas não é por aí. Hoje a medicina é há estudos tanto do cérebro quanto do nosso comportamento é não tem o porque não pedir ajuda se você precisa de ajuda.

 

 

COMENTÁRIOS


PROGRAMAS

SEMPRE BONITA SEMPRE BONITA

Moda, beleza, cuidado, bem estar e muito mais! Fique bela com o Sempre Bonita, de segunda a sábado ás 23h

CLASSIFICADOS NA TV CLASSIFICADOS NA TV

Oportunidades de emprego, eventos, anúncios, notícias e muito mais! Assista ao vivo o Classificados na TV de seg. a sex. ás 14h ou ás 18h

BOA TARDE CURITIBA BOA TARDE CURITIBA

Comportamento, beleza, artesanato, culinária e muito mais! Boa Tarde Curitiba de seg. à sex. ás 17h

PLACAR TRANSAMÉRICA PLACAR TRANSAMÉRICA

Fique por dentro de todos lances do seu time do coração! Aos apaixonados pelo futebol paranaense, Placar Transamérica, de seg. a sex. ás 19:30h e domingo ás 21h

PROGRAMA ARTESANAL PROGRAMA ARTESANAL

Os melhores artesanatos!