Exames Laboratoriais e Cardiovasculares

03/10/2017

APAGAR A LUZ
HOME Saúde Exames Laboratoriais e Cardiovasculares

Exames Laboratoriais e Cardiovasculares

O coração, vida saudável:

Exames são necessários, para começar o nosso programa a gente vai falar do coração. Vamos falar de vida saudável. Agora sexta feira  dia  29 de setembro comemoramos o dia mundial do coração. Para mantermos um coração saudável, vamos saber quais os exames indicados, que detectam os problemas cardíacos e quem vai conversar com a gente é o bioquímico Luiz Ernesto Fedalto do laboratório de análises clínicas Lanac.

 

Quais exames laboratoriais específicos que estão relacionados com problemas cardiovasculares?

 

Quando falamos em exames do coração muitas pessoas ficam com dúvidas. A gente sabe que existem vários exames, com máquinas específicas, mas exame de sangue é algo que as pessoas não sabem muito bem.

A gente tem alguns exames laboratoriais que estão relacionados com os riscos e problemas cardiovasculares. Realmente existem exames de sangue que podem ajudar em diagnósticos e prevenção dessas doenças.

Quando falamos em mais comuns começamos com o  de perfil  lipídico são os mais comuns, que são os exames de colesterol, o colesterol total e as atrações de colesterol que são  os mais comuns e são relacionados aos riscos e aos problemas cardiovasculares

A gente tem também alguns exames mais específicos hoje em dia, a gente fala muito em exame genético então já tem alguma coisa nessa área e também algumas outras proteínas sanguíneas que estão relacionadas com os riscos cardíacos.

 

De quanto em quanto tempo eu devo fazer um exame de coração?

 

Quando falamos em exame muitas pessoas pensam mas “um exame de sangue, de quanto “em quanto tempo eu devo fazer”, então muitas pensam que é de seis em seis meses, mas no coração é igual, específico para o coração, para saber da saúde do coração? Esse é um período adequado, os médicos sugerem um fazer um check-up  anual para as pessoas com um pouco menos de risco e a cada seis meses para as pessoas que têm mais risco ou outros fatores de risco e nesse check-up inclui também exames do coração é o tempo ideal.

 

Quais pessoas pertencem ao grupo de risco, para que seja realizado exames em um prazo  mais curto?

 

O grupo de risco é formado principalmente por pessoas que já possuem um histórico familiar, pessoas que têm sobrepeso que é um dos principais fatores de risco para problemas cardíacos, pessoas que fazer o uso de álcool e/ou tabagismo e o sedentarismo são fatores muito relacionados com problemas cardíacos.

As pessoas tem que ter uma ciência  que tem que ter esse cuidado, a gente tem que cuidar do nosso coração.

A partir de que idade a pessoa começa a ter problemas do coração se ela não se cuidar?

 

Hoje quando a pessoa é jovem, muitas vezes ela acha que não vai ter problema nenhum.

O que a gente observa é que  a partir dos 50 anos é quando  você começa a entrar numa a fase de risco, mas infelizmente cada vez mais vemos  pessoas entrando nesta fase mais jovens. tendo problemas cardíacos. Apesar do aumento da busca de uma vida mais saudável, ainda sim temos um grupo que  não tem uma vida mais saudável e estão entrando nessa fase mais precoce e a gente observa isso na prática, pessoas na faixa dos 30 anos entre 20 anos, pessoas já com problemas.

Quais são exames específicos para as pessoas que já sofreram infartos?

 

A partir do momento em que a pessoa foi diagnosticada com um problema cardíaco ele vai fazer esse acompanhamento em até menos de seis meses,  ele vai procurar um médico cardiologista mais frequente e ele vai pedir uma rotina geral sempre incluindo alguns  marcadores de risco cardiovascular como homocisteína,  o perfil lipídico que não pode faltar, ele deve acompanhar sempre esse perfil, eventualmente ele pode incluir alguns exames de urina que também ajudam a evidenciar alguns problemas que podem virar problemas cardíacos, o médico vai pedir um check-up bem geral mas  incluindo alguns exames mais específicos pro coração.

 

Quais são os exames laboratoriais que detectam automaticamente onde está o problema e quais os problemas que são mais detectados?

 

Em termos de laboratórios,  não há exames muito específicos para dizer a pessoa está com  um determinado problema” x” ou “y” no coração, então eles são exames mais amplos e vão detectar alguns problemas como por exemplo o aumento do colesterol que está relacionado ao risco de você fazer um exame de ateroma, algo do tipo, mas não há nada dentro do laboratório que seja 100% específico.

Existe os exames genéticos que estão caminhando para essa área, com algumas pesquisas de genes específicos para alterações específicas que estão relacionadas a algumas doenças, mas no laboratório você não consegue chegar a um diagnóstico final só com os exames de sangue isso sempre vai ser relacionado com outros exames, principalmente de imagem e clínico. Temos por exemplo as enzimas cardíacas que detecta infarto mas somente são específicas para aquele momento, então o paciente vai chegar numa urgência de um hospital com dor no peito e vai fazer as enzimas cardíacas a ckmb troponina se der alterado o médico sabe que ele está em processo de infarto agudo do miocárdio. E depois teria os de acompanhamento geral.

A avaliação pode ser precoce no caso de problemas cardíacos?

 

Alguns casos é possível, associando o exame de imagem e o de laboratório, o médico já pode por exemplo se o paciente estiver fazendo uma placa de ateroma que pode vir a gerar um infarto ou algo do tipo apresentar alterações, ele consegue ver, por exemplo a pessoa fez um perfil lipídico e está com o colesterol elevado ou o LDL que é o colesterol ruim, ai vai fazer um exame de imagem e detecta alguma alteração, já vai fazer um exame de cateterismo ou angioplastia. Em conjunto com alguns outros exames é possível fazer uma avaliação precoce.

Por exemplo no caso do colesterol alterado, verificar o que eu posso mudar na vida para tentar evitar que eu vá ter algum problema futuro. Então a ideia é sempre fazer exames antes, para evitar problemas futuros.

É possível fazer um exame de sangue do bebê em gestação?

 

Existem alguns exames na área da genética que você coleta o material líquido,  o próprio líquido amniótico  às vezes pra você fazer alguns exames de risco fetal. Não é muito comum você ver essa prática ainda hoje em dia  mas existe em alguns exames realmente que você pode coletar apresentou líquido amniótico, o médico faz a coleta é uma função não é dentro de um ambiente ambulatorial, do consultório do médico  e você consegue detectar os marcadores de risco do feto. É uma prática muito rara, porque não é tão simples fazer a coleta do líquido amniótico

 

Tem algo específico na hora de fazer exames para os idosos?

 

É o check-up geral mesmo, não existe nada muito específico que seja solicitado para o idoso, somente reduz-se um pouco o tempo e é um check-up um pouco mais amplo, sempre adicionando alguns exames mais específicos,  como a questão do lipidograma, algumas proteínas que os cardiologistas pedem, porque estão relacionados ao colesterol.

 

O que é levado em conta no caso de uma pessoa que sofre com obesidade na hora de fazer um exame?

 

O  que é levado em conta quando a pessoa  sofre de obesidade, que até  hoje em dia as sociedades científicas e médicas de cardiologia quando elas falam no acompanhamento do paciente, se tratando do lipidograma, de risco cardiovascular, é fazer um histórico mais avançado um pouco para associar os exames ao histórico daquele paciente e você classifica-o dentro de alguns grupos de risco  e  a partir desses grupos você determina o que você espera do exame.  Por exemplo se você tem um paciente com um risco cardiovascular,  talvez porque ele é obeso, sedentário ou tem maioridade,  ele é um risco maior e  você quer que a meta dos exames dele fique sempre o mais baixo possível, como por exemplo o LDL que é o colesterol ruim, essa é uma avaliação feita pelos médicos e que hoje as sociedades científicas recomendam  que você avalie o histórico do paciente,  incluindo  a obesidade para que possa determinar que o exame dele tem que ser mais baixo, então o LDL deste paciente deve estar o  mais baixo possível.

Isso é uma coisa que hoje em dia está se fazendo recentemente e as sociedades lançaram essa nota e agora está começando a se acostumar com essa prática,  de você associar mais ainda os riscos cardiovasculares com as metas, que chamamos  de meta terapêutica

 

No caso das pessoas que tem vício ou toma remédio controlado,  é mais complicado para ter um resultado é eficaz  do exame?

 

Principalmente o alcoolismo, ele alterar algumas enzimas no organismo que pode estar relacionado a metabolização de alguns lipídios,  realmente quando o paciente é alcoólatra ele pode ter algumas alterações relacionadas a alguns exames. Quando você sabe que o paciente é elitista você já espera que algumas pessoas possam acontecer. Normalmente eles não não falam que possuem vícios, mas o ideal seria falar e isso está relacionado com o médico, pois na hora de liberar o resultado, não vai ter muita alteração, mas na hora de avaliar se ele está adequado ou não, o médico precisa saber desse dado.

As pessoas que tomam remédio controlado,  é mais ou menos a mesma linha de avaliação para quem sofre de vícios, porém neste caso você não tem muito que fazer, pois o paciente deve permanecer  com o uso,  então vai ser realmente uma avaliação um pouco mais criteriosa mas o uso você nunca vai interromper para fazer o exame ao algo  do tipo. O alcoolismo e  o uso do  tabaco você sabe que é mais difícil para interromper, mas assim o ideal seria você interromper para fazer os exames, mas no medicamento não tem muito o que fazer, porque tem que permanecer com o uso e  médico é que avaliar se aquele medicamento  realmente alterou com resultados é preciso fazer uma confirmação.

 

Dicas:

 

Para que a pessoa se prepare para fazer o exame de coração, quanto tempo ela deve estar em jejum? O que é necessário para fazer os exames hoje?

 

Hoje em dia sabe que tem notícias a respeito dessa questão de que se tirou um pouco o jejum dos exames. Assim, por exemplo o lipidograma a que é o exame que leva o triglicerídeo que era um exame que exigia mínimo oito horas de jejum,  hoje já se fala não fazer mais jejum para esses exames. Alguns laboratórios ainda permanecem com a questão de se fazer o jejum porque é algo novo, a receita está mudando e  também muda a cultura das pessoas que já estão acostumadas ao jejum, então o ideal é fazer o jejum de oito a doze horas, mas se seu médico recomendou que não faça é porque realmente não precisa do jejum para avaliar aqueles exames,  pode eliminar o jejum mas o ideal é sempre seguir a orientação do médico na hora de fazer e pegar a requisição de exames que vai realizar. Normalmente realiza-se o jejum  de oito  a doze horas para fazer os exames neder sangue mais comuns como lipidograma e glicose,  ideal é realmente manter o jejum pois a glicose você não consegue abolir  e essa é uma alteração muito significativa com o jejum. Os  outros exames já não tem mais alterações por causa das das tecnologias utilizadas atualmente, mas realmente a glicose infelizmente é algo que é do metabolismo e eu  não consigo tecnologias utilizadas atualmente mas há sempre coisas infelizmente é algo que é do metabolismo não consigo avaliar uma glicose sem estar em jejum, é muito difícil você parametrizar e dizer se está normal ou não, se foi a alimentação ou se realmente a sua glicose está alterada.

Como se utiliza o exame da glicose em quase todos os exames, acaba  se mantendo esse jejum de no mínimo de oito a doze horas, e lembrando que é importante não passar das doze horas, porque senão você começa ter algumas alterações relacionadas ao jejum muito  prolongado. o  pessoal que faz um o jejum intermitente que está na moda agora, que fica quinze- dezesseis horas em jejum, não pode coletar o exame, tem que fazer o exame no dia que não vá fazer a prática do jejum intermitente, pois pode ter algumas alterações em exames de laboratório, o jejum prolongado.

A pessoa pensa que ficar com jejum prolongado  não vai ter problema, que não vai ter nada, mas  não é legal que não está enganando talvez até a si mesmo e  você acha que você vai ter um exame normal mas que de repente não era normal.

Não adianta você se enganar, o ideal é você fazer certinho para ter uma avaliação adequada  e você conseguir realmente saber se você está com algum risco, porque a prevenção é a melhor saída. Se você detectar o quanto antes ou de repente mudar algum estilo na vida, nas suas práticas, alimentação, e isso realmente é o ideal.

Para quem quiser fazer algum exame do seu coração está o site do Ianac, ianac.com.br. Cuide bem do seu coração,  que a 29 de setembro é o  dia mundial do coração e fica a dica para todos vocês.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS


PROGRAMAS

CLASSIFICADOS NA TV CLASSIFICADOS NA TV

Oportunidades de emprego, eventos, anúncios, notícias e muito mais! Assista ao vivo o Classificados na TV de seg. a sex. ás 14h ou ás 18h

BOA TARDE CURITIBA BOA TARDE CURITIBA

Comportamento, beleza, artesanato, culinária e muito mais! Boa Tarde Curitiba de seg. à sex. ás 17h

PROGRAMA ARTESANAL PROGRAMA ARTESANAL

Os melhores artesanatos!

PLACAR TRANSAMÉRICA PLACAR TRANSAMÉRICA

Fique por dentro de todos lances do seu time do coração! Aos apaixonados pelo futebol paranaense, Placar Transamérica, de seg. a sex. ás 19:30h e domingo ás 21h

SEMPRE BONITA SEMPRE BONITA

Moda, beleza, cuidado, bem estar e muito mais! Fique bela com o Sempre Bonita, de segunda a sábado ás 23h