Acidentes domésticos com idosos

Você sabe o que fazer quando acontecem acidentes domésticos com idosos?
Nesta entrevista o ortopedista dr. Tárcio fala sobre:
Quais as necessidades do idosos quando se trata do evitar acidentes?
Quais os cuidados que devemos ter ao cuidar de um idoso?
Quais os locais mais perigosos em casa?
Quais os cuidados mais preciosos?
Quem pode ser habiliatado para cuidar de idosos?
Quais as dicas sobre os cuidados?
O que comer e servir?
Quais as doenças mais comuns com as quedas mais frequentes?

Parte 1:

http://br.youtube.com/watch?v=c9B0-2ZG1PE

Parte 2:

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE

http://br.youtube.com/watch?v=3njnRWQkxSk

Vamos falar sobre acidentes com idosos com um medico ortopedista, que já esta aqui no estúdio que é o doutor Tassio. Doutor, primeiro eu gostaria de saber quais são as necessidades quando agente fala em idosos, o que, que é necessário lembrar na hora de cuidar de um idoso?

A gente comenta muito, sobre a prevenção de queda dos idosos que é o foco do seu programa primeiro eu queria salientar o seguinte, o fator queda ele é extremamente comum, muito mais comum do que a gente imagina, então pros pacientes que por volta dos 65 anos de idade  1 a cada 3 pacientes vão apresentar, um episodio pelo menos de queda, isso ai por ano. A gente sabendo que, o grande crescimento da população idosa que ta ocorrendo no Br e em todo o mundo  o fator queda, acaba sendo um problema de saúde publica, o grande problema dessas quedas, então geralmente uma queda a cada 20 vai acabar  causando maiores repercussões na saúde do idoso, então a grande maioria  das quedas do paciente tem um trauma banal, o paciente acaba desconsiderando isso mais infelizmente a gente acaba vendo que  esse paciente que já apresentou varias quedas, acaba tendo algum tipo de traumatismo mais grave. Ele acaba sendo um desses 20, e acaba tendo um problema mais serio.

O que normalmente pode dar de mais serio em um idoso quando ele tem um queda dentro de casa?

O paciente idoso, a grande maioria dele já tem doenças metabólicas,a principal que é muito comentado hoje em dia, que é osteoporose, essa doença afeta todos os ossos do organismo. As principais fraturas que ocorrem, são fraturas de: punho, tornozelo, e coluna, e as fraturas do quadril, que são as mais temíveis pois as fraturas de punho e tornozelo acaba ocasionando algum tipo de limitação, mais da pra você fazer um tratamento mais simples e o paciente acabe tendo uma recuperação mais rápida, e isso acaba não repercutindo na função na vida do paciente. Já os traumatismos de quadril, que é a principal causa de mortalidade são mais complicados.

O que se torna perigoso dentro de casa para quem tem um idoso em casa?

Um dado importante de se falar e o seguinte, mais o menos 30% de atendimento em prontos socorros, são de idosos, e o que a gente comentou foi o seguinte a grande maioria dos pacientes não se acidenta em rua, nem são atropelados, nem nada, a grande maioria dos acidentes são domiciliares,no qual as quedas dentro de casa e dividindo a grande maioria desse acidentes acontecem no trajeto entre: o quarto do paciente, e o banheiro por que e assim no quarto do paciente, medidas que seriam interessantes para a prevenção de acidentes:  a primeira medida seria, colocar um interruptor próximo a cama do paciente, para que ele não precisa se levantar no escuro para acender a luz, para que ele pudesse acender a luz com a posição do paciente deitado. Outro fator importante é, você ter junto ao interruptor, um telefone na posição da cama pois em caso de alguma emergência no caso do idoso não tem ninguém que possa socorrê-lo imediatamente na casa, que ele possa ter esse telefone para ligar para alguém. Outro fator importante é ter camas mais baixas pois muitas vezes o paciente se levanta, e seus pés não tocam o chão, e como muitos deles quando ficam na posição de sentado, pode acontecer de terem tonturas ou algo do gênero o que pode acarretar um queda. O chão do quarto, outra coisa importante deve-se dar preferência a pisos antiderrapantes, de preferência sem tapetes, sem objetos soltos, se o neto deixa um brinquedo alguma coisa no quarto isso ai é um fator que pode ocasionar acidentes. Um outro fator importante em Curitiba principalmente no frio geralmente o pessoal da preferência a chinelos que esquentem, mais macios e eles são um fator de risco importante por que eles tem uma tendência maior a deslizar, procurar ter menos conforto e mais segurança que seria o uso de sandálias de borracha antiderrapantes. Um outro local em que aconteceriam bastantes quedas seria no corredor, no trajeto entre o quarto e o banheiro. Normalmente no período da noite que acontece esses acidentes, os principais cuidados seriam como a gente já comentou, não deixar objetos nesse trajeto, então, porta revista algum tipo de planta que fique no chão, brinquedos que já comentamos, evitar que fiquem essas coisas no trajeto. Outra coisa que pode ter no corredor é fiação elétrica, que de maneira alguma deve estar descoberto,  estar no chão para que o paciente não corra o risco de ocorrer essa queda, e por fim, no banheiro que seria o local mais perigoso para o paciente. Então no banheiro, o idoso quando ele entra de maneira alguma ele deve caminha no escuro, para acender a luz o interruptor deve estar acessível na entrada, para ele acender a luz. Chão de preferência com tiras antiderrapantes, pois como o chão esta sempre úmido a um risco maior de cair, outra coisa, no trajeto os paciente com maior dificuldade de marcha a adaptação de corrimão, e no banheiro também então, ter um corrimão o paciente que tiver dificuldade usar aparelhos específicos num posição mais alta. No boxe também o uso de corrimão para que a pessoa possa se banhar e também se segurar, e uma ultima alternativa que seria importante é que, muitos dos pacientes eles tem uma dificuldade pra fazer o abaixamento do tronco, pra fazer a lavagem dos membros inferiores dos pés. Então seria interessante ele adaptar uma cadeira de plástico dentro do banheiro, para que na hora que o idoso fosse fazer a lavagem dessas partes não ocorresse uma queda, e acabando ocasionando uma fratura que a gente sempre tenta evitar.

Doutor, a quem as pessoas devem procurar em caso de algum acidente? Qual a especialidade medica especifica para se procurar e quando procurar?

Bom, todo o tipo de queda, de acidente domiciliar, o correto  é correr a um atendimento medico especializado. Esse  tipo de acidente agudo, os pacientes têm acesso direto aos prontos socorros e nos prontos socorros acabe tendo um atendimento multidisciplinar clinico, cirúrgico, e ortopédico então, conforme as especialidades e o tipo de trauma do paciente teve vai ser feito o atendimento. Mas os prontos socorros aqui de Curitiba, todos no mínimo tem um medico cirurgião geral, e um medico ortopedista, e isso já é suficiente para um atendimento geral do paciente. De maneira alguma deixar passar tempo, por que principalmente pacientes com osteoporose, um trauma mínimo num paciente com um osso muito debilitado, as vezes o paciente só de espirrar já pode causa uma fratura agora imagine uma queda. Então sempre procurar atendimento medico pra evitar problemas futuros.